Bling Ring – eu tenho medo de ter filhos

No último final de semana que estive na casa da minha mãe, meu irmão me mostrou os filmes disponíveis no Netflix. Escolhi um filme que tinha a Emma Watson, uma atriz que gosto bastante (a que faz a Hermione em Harry Potter) e que já tinha ouvido falar sobre um grupo de adolescentes criminosos nos EUA. “Bling Ring – A Gangue de Hollywood” é um filme de Sofia Coppola que conta a história de uma quadrilha de adolescentes fascinados pelo estilo de vida Hollywoodiano e que rouba as casas de celebridades como a atriz Lindsay Lohan, o ator Orlando Bloom e a socialite Paris Hilton. E, pasmem, é baseado em uma história real de 2008/2009. Foram, no total, US$ 3 milhões em joias, dinheiro e, principalmente, coisas de grife. Sapatos, bolsas, maquiagem, perfumes e lingeries de marcas como Chanel, Tiffany e Yves Saint Laurent. O dinheiro em espécie era gasto nos mesmos lugares luxuosos que as celebridades frequentavam – tudo devidamente registrado nas redes sociais dos meliantes.
O filme não dá detalhes sobre a criação desses adolescentes, mas duas das meninas tinham até aulas de ética (oi?), pelo menos no filme. Todos eram de classe média/alta. A líder da gangue era filha da dona de uma rede de escolas (oi?²).

Quando vejo essas coisas, me arrepia até o último fio de cabelo. Todos que estão dispostos a colocar filhos no mundo estão sujeitos a terem grandes decepções. É claro que acredito ter algo de (muito) errado com a criação desses adolescentes. Mas mesmo que você crie com todo o amor do mundo e passando os melhores valores que você acredita, ainda assim algo pode dar errado. E seu filho pode ser (certamente será) uma pessoa bem diferente daquela que você imaginou. E esse diferente pode ser diferente positivamente. Ou não. Imagine bem carregar um bebê por nove meses, criar, dar educação e a criatura fazer uma coisa dessas?

Sinceramente, eu estou disposta a ter filhos, mas não posso negar que tenho medo.

20140228-094623.jpg

Anúncios

Uma opinião sobre “Bling Ring – eu tenho medo de ter filhos

  1. Oi Maísa, tudo bem? Entendo perfeitamente o que disse neste post, pois sinto o mesmo medo. Mas olhe se seu filho só tiver bons exemplos dentro de casa acredito que é muito difícil ser mau caráter. Não será fácil, mas os desafios existem para serem superados. Pessoas de bom caráter tendo filhos de caráter, podem ser o futuro mais otimista de nosso país.
    Beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s