Avaliação quantitativa dos principais candidatos ao governo do ES

Pra que serve um governador?

“Governador é o cargo político que representa o poder da administração estadual e a representação do Estado em suas relações jurídicas, políticas e administrativas, defendendo seus interesses junto à Presidência e buscando investimentos e obras federais.”

Seguindo nas pesquisas para as eleições 2014, li os planos de governo dos dois principais candidatos a governador do ES e utilizei o mesmo método com o qual avaliei os presidenciáveis, a saber:

Para escolher um candidato, defini um método que consiste em:

  1. Definir quais critérios são importantes para mim e o que eu acho importante dentro de cada um, além de ponderar os critérios de acordo com sua importância;
  2. Ler as propostas e reportagens a respeito dos planos de governo que julgasse que agregaria valor;
  3. Dar nota para cada candidato em cada critério (0, 1 ou 2) e definir candidato.

Pois bem, segue minha análise seguindo os passos acima:

  1. Definição de critérios e pesos

Os critérios escolhidos para governador são coerentes com os escolhidos para presidente, com alguns aditivos abaixo em negrito:

Critério Peso O que é importante para mim
Educação 20% Melhorar a qualidade da educação e não a quantidade e a valorização do professor.
Saúde 20% Atuar na prevenção a longo prazo e na qualidade do serviço público e privado no curto/médio prazo. Valorizar os médicos para melhorar o serviço. Saneamento básico e prevenção de enchentes.
Meio Ambiente 15% Dar a devida atenção ao tema entendendo que problemas sociais como a falta de água são oriundos de questões ambientais. Recuperação de áreas litorâneas e limpeza de praias buscando aliar meio ambiente e potencial turístico.
Segurança 10% Redução da maioridade penal e valorização das polícias. Educação como base da redução da violência.
Economia 20% Equilíbrio do desenvolvimento do estado com foco na região sul.
Corrupção e igualdade social 15% Combate efetivo da corrupção e evolução de políticas sociais “ensinando a pescar ao invés de só dar o peixe”.

 

  1. Avaliação dos planos de governo dentro dos critérios estabelecidos

De uma forma geral, os dois planos me agradaram bastante. Todos os dois com uma visão importante de planejamento estratégico e visão de longo prazo, ambos muito bem estruturados. O plano do atual governador Casagrande está pautado principalmente em 3 pilares: educação, infraestrutura e incentivo ao investimento privado. Faz toda uma ligação lógica entre atração de novos negócios, consolidação dos existentes, fortalecimento da agricultura familiar, além de políticas bem estruturadas de educação como agente transformador, qualidade de vida (incluindo saúde, segurança, lazer) e gestão ambiental. O plano do candidato Paulo Hartung apresenta uma avaliação muito interessante de ameaças e fraquezas com ênfase na ameaça do novo marco regulatório de exploração mineral que implicará em perda expressiva de receita para o estado.

EDUCAÇÃO

Candidato Propostas Avaliação Nota
Casagrande
  • Ampliar o acesso ao ensino superior no interior do Estado;
  • Expansão do IFES e do CAUFES;
  • Implantação de escolas em tempo integral e escolas de formação profissional;
  • Qualificar, valorizar e motivar ainda mais os professores, com formação continuada, infraestrutura adequada e remuneração digna;
  • Cooperar com os municípios na universalização da pré-escola e no aumento das vagas em creches;
  • Ampliar o atendimento da população com necessidades especiais > IGUALDADE SOCIAL!;
  • Ampliar a proporção de professores com pós-graduação.
O que eu mais gostei:

Expansão das escolas técnicas gratuitas, escolas em tempo integral, que melhoram a qualidade da educação e a violência ocupando o tempo dos jovens em áreas de risco social. Valorização e qualificação dos professores e atendimento a população de necessidades especiais.

 

Ponto de atenção:

NA

2

 

Trás valorização dos professores e foco na qualidade, os dois pontos que julguei importantes.

Paulo Hartung
  • Ampliar investimentos em educação;
  • Melhorar progressivamente a remuneração do magistério;
  • Implantar modelo de gestão baseado em competências e voltado para a melhoria dos resultados de aprendizagem;
  • Reestruturação da formação inicial de professores;
  • Retomar o programa Ler, Escrever e Contar, uma política pública voltada para a plena alfabetização (língua portuguesa, língua estrangeira, matemática e princípios científicos) de todas as crianças na faixa etária de 5 a 8 anos;
  • Implantar progressivamente a educação em tempo integral, com o desenvolvimento de atividades de forma

associada ao projeto pedagógico das escolas;

  • Implementar novas estratégias que visem ao maior envolvimento das famílias com a educação dos filhos e com o trabalho educativo das escolas;
  • Aumento de vagas no ensino superior e técnico.
O que eu mais gostei:

– Modelo de gestão baseado em competência para melhoria da aprendizagem. Melhoria do ensino na alfabetização. Educação em tempo integral e, principalmente, envolvimento das famílias.

 

Ponto de atenção:

NA

2

 

Trás valorização dos professores e foco na qualidade, os dois pontos que julguei importantes.

 

SAÚDE

Candidato Propostas Avaliação Nota
Casagrande – continuidade aos programas de fortalecimento da atenção primária, incluindo um programa de construção de unidades de saúde modulares;

– continuar investindo na ampliação da oferta de leitos hospitalares e qualificação do cuidado assistencial em toda a rede de saúde contratada do SUS;

– Programas de vigilância em saúde, incluindo o incentivo aos hábitos saudáveis, prática de atividades físicas, controle da obesidade, melhoria do controle e fiscalização de produtos com impacto na saúde;

– Implantar serviços de alta complexidade, regionalmente distribuídos, e aperfeiçoar a qualidade do atendimento;

– Expandir a atenção primária em todos os municípios;

– Foco nos programas de prevenção e saúde da família.

O que eu mais gostei:

– Programas de vigilância em saúde com incentivo a hábitos saudáveis e prática de exercícios: atua na prevenção, na base de tudo;

 

Ponto de atenção:

– Plano menos detalhado em relação ao do outro candidato com relação as correções necessárias a serem feitas no critério saúde.

 

2

 

Valoriza médicos, atua na PREVENÇÃO.

Paulo Hartung – Desenvolver área de economia da saúde;

– implantação da política do parto humanizado;

– Recuperar rede básica e construir novas Unidades de Saúde da Família, Centros

de Atendimento Psicossocial – CAPS e Centros de Especialidades Odontológicas;

– Apoiar reestruturação física da rede filantrópica;

– Qualificação de recursos humanos e implantação de plano de avaliação e incentivo ao desempenho;

– Reconstruir a rede hospitalar própria;

– Construção/adequação de estrutura física para atendimento (lista de hospitais detalhada no plano);

– Contratualização de metas com hospitais próprios, com incentivos de desempenho.

O que eu mais gostei:

– Construção/adequação de estrutura física para atendimento;

– Política de parto humanizado;

– Qualificação e incentivo ao desempenho.

– Metas para hospitais próprios.

 

Ponto de atenção:

Não cita a prevenção, que é a base de todos os problemas.

 

 

2

 

Apesar de citar muito pouco a prevenção, possui muitas ações detalhadas por tipo de necessidade para sanear os gaps na saúde do estado.

 

MEIO AMBIENTE

Candidato Propostas Avaliação Nota
Casagrande Os investimentos e comportamentos de consumo compatíveis com a recuperação e conservação dos recursos naturais, é orientação estratégica da gestão pública.

– Incluir nos programas de apoio da agência de desenvolvimento o financiamento de projetos que visam o reaproveitamento de resíduos industriais, consultoria ambiental, equipamentos para controle ambiental e tratamento do lixo urbano, além de programas voltados para a consolidação do setor econômico de produtos e serviços ambientais, especialmente em seus investimentos em inovação e geração de renda e emprego > aliando economia e meio ambiente!;

– Investir na despoluição das praias, rios e ecossistemas litorâneos;

– Dar mais agilidade administrativa ao processo de licenciamento ambiental;

– Implantar programas de reciclagem de resíduos.

O que eu mais gostei:

Alia potencial econômico com o meio ambiente, além de investir na conservação do litoral.

 

Ponto de atenção:

As políticas ambientais pesadas do estado podem conflitar com a atração de investimentos.

 

2

 

Alia potencial econômico ao meio ambiente, une o “útil” ao “agradável”, ou melhor, ao “essencial”.

 

Paulo Hartung – Estruturação e capacitação dos municípios para licenciamento;

– Implantar política de valorização do servidor por desempenho;

– Ampliar o investimento em infraestrutura de reservação de água, como barragens, visando ao aumento de disponibilidade hídrica;

– Manter e aprimorar a política de pagamento por serviços ambientais, propondo novos arranjos de PSA (Carbono e biodiversidade);

– Fazer um plano estratégico de ocupação do litoral do Espírito Santo, para saber o limite de capacidade e a viabilidade sócio-econômico-ambiental para instalação de novos portos e demais projetos integrados de logística.

O que eu mais gostei:

Também alia potencial econômico com o meio ambiente.

 

Ponto de atenção:

Apesar de não conhecer o tema em profundidade, me parece que construção de barragens vão na contramão do meio ambiente.

 

 

1

 

Não cita a recuperação de áreas de preservação com potencial turístico, como recuperação de praias.

 

SEGURANÇA

Candidato Propostas Avaliação Nota
Casagrande – Continuação do programa “Estado Presente” que nos últimos 4 anos reduziu a taxa de homicídios em 30%: articula ações de inclusão social, cultural e educacional, melhoria da oferta de infraestrutura e serviços públicos em áreas urbanas com elevado índice de violência, bem como a intensificação das ações policiais;

– Ampliar a capacidade de prevenção como forma de inibir a criminalidade;

– Ampliar as políticas de assistência e inclusão social voltadas para segmentos mais vulneráveis;

– Programa de capacitação integrado de policiais;

– Políticas preventivas municipais e policiamento comunitário;

– Redução de presos provisórios.

O que eu mais gostei:

– políticas preventivas;

– redução de presos provisórios.

 

Ponto de atenção:

Não cita reformas no sistema prisional.

2

 

Trabalha com prevenção, que é o mais importante.

Paulo Hartung – Ampliar a capacitação policial;

– Conclusão, construção e provimento (pessoal e equipamentos) de todas as unidades do Corpo de Bombeiros previstas no seu planejamento estratégico;

– Fortalecimento do poder militar, de uma forma geral (bastante detalhado no plano).

O que eu mais gostei:

– Capacitação policial.

 

Ponto de atenção:

– Trabalha somente na consequência e não na causa;

– Não cita reformas no sistema prisional.

 

1

 

Atuação somente em consequências.

 

ECONOMIA

Candidato Propostas Avaliação Nota
Casagrande – Dedicação especial à região sul, com implementação de políticas especiais de financiamento do investimento privado para a região “sem Sudene;

– Ampliação de linhas de crédito para prefeituras da região sul;

– Ferrovia longitudinal (BA-ES-RJ), duplicação BR 262, aeroporto de Vitória, porto compatível com tecnologia atual de transporte a longa distancia, duplicação de BRs;

– Conclusão da implantação da rede de aeroportos regionais;

– Estímulo de investimentos privados na geração de energia, especialmente as de fontes renováveis;

– Foco em micro, pequenas e médias empresas incentivando a inovação;

– Compromisso de não aumentar a carga tributária;

– Manutenção e reforço de mecanismos atuais de financiamento (já estabelecidos em governo atual);

– Apoio a geração de produtos com alto valor agregado;

– Fortalecimento do Bandes para ser articulador, promotor e financiador de projetos inovadores.

O que eu mais gostei:

– foco em inovação e produtos de alto valor agregado;

– atenção para a região sul;

– estímulo a investimentos de geração de energia renovável.

 

Ponto de atenção:

– Falta de ações para explorar potencial turístico do estado.

2

 

Considera todos os pontos que julguei importantes, especialmente o desenvolvimento da região sul do estado.

 

Paulo Hartung – Criação de um conselho fiscal;

– A constituição de um fundo de poupança intergeracional é uma saída recomendável

para melhorar a destinação dos recursos de royalties e participações especiais;

– meritocracia para cargos públicos (maior eficiência de gestão);

– gestão por resultados, para aumentar o comprometimento do setor público com o retorno oferecido para a sociedade;

– Articular ações de turismo com o calendário de festas capixabas, promovendo-as em parceria com os municípios;

– desenvolver rede de fornecedores de petróleo e gás que ainda está concentrada no RJ;

– Inovação e agregação de valor nos segmentos de agricultura, indústria e serviços criativos, micro e pequenas empresas e start ups;

– Reformulação do papel do Bandes, com novos modelos de financiamento da atividade produtiva e de promoção do empreendedorismo;

– Garantir a implantação de um Porto de Águas Profundas e de um porto de apoio

às atividades de petróleo e gás; Buscar viabilizar a construção da Estrada de Ferro 118, ligação entre o litoral capixaba e o sul fluminense, e da EF 354, ligação do sul capixaba, Ipatinga (MG), Lucas do Rio Verde (MT) e fronteira com o Peru; Duplicação da BR 262; Construir quatro aeroportos regionais (São Mateus, Linhares, Colatina e Cachoeiro de Itapemirim) e desenvolver esforços para concretizar a modernização e

ampliação do aeroporto de Vitória;

– Criar o programa “Caminhos da Indústria”, que consiste em gerar infraestrutura

(telefônica, asfáltica, lógica, gás, água, esgoto), nos polos empresariais existentes;

– Retomar a agenda road show para apresentar o Espírito Santo e atrair empresas âncoras nos vários cantos do Brasil e do mundo;

– Investir em infraestrutura rural.

O que eu mais gostei:

– conselho fiscal;

– meritocracia para cargos públicos (melhora da eficiência);

– Incentivo a inovação e agregação de valor;

– road show do ES: ideia muito bacana!

 

Ponto de atenção:

– Não busca o equilíbrio do desenvolvimento através de novas oportunidades para o sul do estado.

1

 

Propostas boas e muito bem detalhadas, porém continua focando da grande Vitória em sua maioria e não deu ênfase ao desenvolvimento do sul do estado.

 

Ainda acho que ambos os candidatos buscam desenvolver pouco o potencial turístico do estado.

CORRUPÇÃO E IGUALDADE SOCIAL

Candidato Propostas Avaliação Nota
Casagrande – Manter e ampliar os programas de construção dos CRAS e CRES em parceria com as administrações municipais;

– Manter as parcerias no custeio da assistência social, via Fundo da Assistência Social;

– ações de apoio a seguimentos específicos como mulheres, jovens, negros, idosos, GLBT.

O que eu mais gostei:

Ações de apoio a seguimentos específicos.

 

Ponto de atenção:

– Não “ensina a pescar”, só dá o peixe.

– Fala sobre ações de apoio a seguimentos específicos, mas não diz como.

0

 

Ações pouco específicas, só mantém os programas atuais praticamente.

Paulo Hartung – Implantar de forma ampla e capilarizada a política de direitos humanos/civis e de defesa da paz, com atenção especial à questão das minorias e dos estratos marginalizados da sociedade;

– Criar uma coordenação especializada para articular as ações e políticas públicas de prevenção e combate à violência contra as mulheres e os jovens;

– Ampliar e reforçar as ações de atendimento e apoio das populações em situação de fragilidade social ancoradas nos CRAS e CREAS;

– ação integrada e interssetorial que envolva as diferentes áreas (saúde, educação, segurança, assistência social, etc.). Por exemplo, uma família pode estar em situação difícil por falta de emprego e cabe ao estado levar a proposição adequada.

 

O que eu mais gostei:

– Ações específicas para minoria;

– “Ensina a pescar”.

 

Ponto de atenção:

não cita GLBT nas minorias.

2

 

“Ensina a pescar”, o que julgo mais importante.

 

Nenhum dos dois candidatos apresentou ações específicas relativas à corrupção. O candidato Paulo citou brevemente, e o candidato Casagrande nem citou.

  1. Resultado dos candidatos

A nota em cada critério é o resultado da nota do candidato vezes o peso do critério. O total é a soma das notas em todos os critérios.

Candidato Educação

(20%)

Saúde

(20%)

Meio ambiente (15%) Segurança

(10%)

Economia (20%) Corrupção e igualdade social (15%) Total
Casagrande

 

0,4 0,4 0,3 0,2 0,4 0,0 1,7
Paulo Hartung 0,4 0,4 0,15 0,1 0,2 0,3 1,55

 

Assim, quantitativamente meu voto vai para Casagrande, até pela continuação do trabalho que começou no governo atual. Mas pela avaliação dos planos de governo e a diferença pequena entre os dois, creio que o ES estará em boas mãos em ambos os casos. Como a diferença foi pequena neste caso, o ideal seria que eu assistisse a um debate, que não tive oportunidade (pelo fato de virar abóbora as 22 e não conseguir ficar acordada). Por ora, confiarei no método quantitativo.

Os planos de governo dos candidatos podem ser acessados na íntegra no link: http://www.tse.jus.br/eleicoes/eleicoes-2014/sistema-de-divulgacao-de-candidaturas

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s